Pular para o conteúdo principal

Apenas uma ideologia mata pessoas: o pecado humano.

Na verdade, as pessoas não matam nem por religião, por um deus, por um ateísmo ou qualquer outra ideologia... O ódio concretizado é que mata as pessoas.

O ódio pode ser produzido pelos mais diversos pecados humanos: a vaidade, o orgulho, o adultério, a cobiça, ganância etc. Mesmo no Antigo Testamento, as pessoas eram condenadas à morte por conta de sua própria perversidade. E o único momento que Deus decretou a pena de morte, foi para condenar o pecado humano. Já, no Novo Testamento, Jesus deixou claro que a Lei continuaria valendo, mas a pena de morte só poderia ser aplicada pelo próprio Deus. "Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra".

Quando pessoas pensam que defendem um deus e que precisam matar para seguir este deus, na verdade, elas estão matando por conta de seu próprio orgulho, de sua vaidade, assim como aqueles que defendem suas ideologias fervorosamente a ponto de assassinar outro ser humano.

Por fim, nenhuma ideologia é responsável pela morte de seres humanos, a não ser o próprio pecado que habita em cada um e que pode nos dominar. O primeiro assassinato da história humana, na Terra, é representado por Caim que matou o seu irmão, Abel, por inveja. Mas antes disto ocorrer, Deus alertou Caim pessoalmente: "Se procederes bem, porventura não serás aceito? E se não procederes bem, o pecado jaz à porta. O desejo dele será contra ti; mas cumpre a ti dominá-lo" (Gênesis 4:7).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Você precisa nascer de novo"

... Foi o que Jesus disse a Nicodemos. "Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo" (Jesus, em João 3:7). O "novo nascimento" é o maior evento espiritual que pode acontecer com alguém, não importa qual o pecado que praticamos. Há diferença entre o nascimento natural e o espiritual. Jesus nos revelou isso. Não importa se eu digo que "nasci assim", pois o próprio Deus afirma que estamos tão distantes dEle q precisamos "nascer de novo".

Eu não posso obrigar que Deus me aceita se eu não O aceito do jeito que Ele é ... Graças a Jesus que Ele ajuda quem vem a Ele. De fato, Jesus realmente nos ajuda a carregar nossa cruz: é assim que podemos ver milagres hoje. Por favor, não escolha uma explicação que encante o seu coração, mas escolha crer na Verdade...

Esta vida e essas regras não são minhas e tudo mais não é sobre mim, mas sobre Deus...

"Pois, se alguém pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo".

Este trecho está na Bíblia, em Gálatas 6:3. Neste capítulo, o apóstolo Paulo fala sobre a ajuda que uma pessoa deve dar à outra, principalmente quando o outro falha, caindo em pecado. O olhar de reprovação deve ser nossa última atitude, mas antes devemos ajudar e não querer colocar o outro "para baixo". O pecado continua sendo mau e condenável, mas cada um deve olhar para si mesmo e andar em humildade. Toda correção deve ser dada com um espírito de mansidão e amor.
O amor é e sempre será um mandamento cristão.

Nem a dor é mais visceral do que o Amor

Já ouvi pessoas dizerem que a dor é a coisa mais visceral que existe. É verdade que mesmo a dor física não se compara com a dor na alma, sentida por um coração que geme, que se desespera, parece vir das vísceras, do mais profundo do nosso ser... Mas há algo ainda mais visceral do que a dor: é o Amor de Cristo! Creia! Clame... Abandone a incredulidade (ela fecha portas) e permita que este Amor chegue até seu coração, através da fé nAquele que se entregou como sacrifício vivo para pagar por pecados que nós cometemos. Confie em Jesus. Sinta! O Amor de Deus nos constrange... Paz!